Nódulos tireoideanos: avaliação custo-efetiva

A abordagem diagnóstica dos nódulos de tireóide inclui o mapeamento cintilográfico, a citologia de biópsia aspirativa por agulha fina, a ultra-sonografia e a avaliação da função tireoideana, através da dosagem de hormônio tireo-estimulante (TSH) como indicador de nódulo hiperfuncionante (situação na qual o TSH encontra-se suprimido).

Dependendo da seqüência de exames realizada, o diagnóstico de nódulo benigno ou maligno e a eventual necessidade de tireoidectomia envolvem custos e tempo variados. Uma análise anterior sobre o custo financeiro das abordagens diagnósticas concluiu que a maneira mais custo-efetiva de investigar, inicialmente pacientes portadores de nódulos tireoideanos, é por meio da aspiração por agulha fina.

Mandel e Cols concluíram uma análise computadorizada da estratégia diagnóstica de 3 possíveis abordagens:

Biópsia aspirativa na visita inicial, seguida por dosagem de TSH (BAAF primeiro);
Determinação de TSH, seguido de BAAF ou mapeamento de acordo com o valor de TSH;
Mapeamento primeiro, com BAAF realizada apenas em casos de nódulos quentes ou frios.
O custo e o tempo foram definidos em dólares e em dias, respectivamente, gastos até a realização do diagnóstico. Os resultados das análises mostraram que iniciar a investigação com a biópsia aspirativa por agulha fina é mais eficiente em termos de tempo e custo.

Fonte: Ref.: Clinicians Reviews 9(9):43, 1999.

0 tireóides "falaram":

Seguidores

Live Traffic Feed