Sintomas do Câncer de Tireóide

O câncer de tireóide é um tumor que se desenvolvem na glândula tireóide. Essas lesões ou tumores na tireóide podem ser únicos ou múltiplos. Quando únicos, são denominados nódulos isolados ou únicos e quando múltiplos, formam o bócio multinodular. Esses nódulos são causados por diversos motivos: tumores benignos, tumores malignos, cistos, doenças inflamatórias na tireóide e bócio nodular.

Quase sempre, o câncer de tiróide se desenvolve lentamente. O câncer de tireóide é mais comum em pacientes que sofreram algum tipo de radiação na cabeça ou pescoço O primeiro sintoma costuma ser o aparecimento de um ou de mais nódulos indolores no pescoço com crescimento lento e gradativo. O tumor pode pressionar a traquéia e causar dificuldades para engolir ou respirar, mas este não é um sintoma comum.

Como com qualquer tipo de câncer, é importante ficarmos atentos para os sinais iniciais apresentados pelas doenças de tireóide. Muitos sintomas são comuns a várias doenças benignas, que devem ser igualmente investigadas. Apenas os médicos podem fazer um diagnóstico preciso. Os especialistas podem medir a quantidade de hormônio no sangue e determinar a estrutura e a função da glândula. Se um nódulo for encontrado, deverá ser analisado para que se verifique se ele é ou não maligno.

Um tumor de tireóide pode fazer com que a voz fique rouca ou pode dificultar a deglutição dos alimentos ou a própria respiração. Contudo, o câncer de tireóide não costuma produzir sintomas e pode ser encontrado em auto-exame feito pela própria pessoa ou em uma consulta médica na qual são feitos exames físicos de rotina.

O câncer de tireóide pode ser provocado por diversas doenças. Os tumores isolados ou únicos podem ser provocados por: cistos; tumores benignos; bócio ou, menos freqüentemente por carcinoma de tireóide. Já os nódulos múltiplos costumam ter como causa o bócio colóide ou ainda tireoidites, isto é, processos inflamatórios na tireóide. Quando ocorrer um nódulo maior do que os demais, a causa pode ser um tumor maligno por carência de iodo. Esta carência na ingestão de iodo pode provocar o bócio pode evoluir e chegar a ser um bócio nodular, isto é, com vários nódulos. Entre esses tumores pode ocorrer o desenvolvimento de algum deles para câncer de tireóide.

Tanto os tumores benignos quanto os malignos podem apresentar sintomas semelhantes. Geralmente os tumores iniciais não mostram sinais e só apresentam sintomas quando já se desenvolveram bastante, atingindo um volume maior.

Alguns sintomas de câncer de tireóide são:

dificuldade na deglutição, isto é, dificuldade para engolir alimentos;

dificuldade respiratória;

rouquidão; ou voz rouca com duas tonalidades distintas;

dilatação das veias do pescoço.

Não é comum o tumor de tireóide causar dor local, mas há casos de pacientes que relatam dor.

Além dos sintomas locais, podem ocorrer sinais e sintomas de hipotireoidismo ou de hipertireoidismo.

Alguns sintomas do hipotireoidismo são:

Cansaço
Depressão
Pele seca e fria
Prisão de ventre
Diminuição da freqüência cardíaca
Decréscimo da atividade cerebral
Voz mais grossa
Mixedema (inchaço duro)
Diminuição do apetite
Sonolência
Reflexos mais vagarosos
Intolerância ao frio
Alterações

São sintomas do hipertireoidismo:

Hiperativação do metabolismo
Nervosismo e irritação
Insônia
Aumento da freqüência cardíaca
Intolerância ao calor
Sudorese abundante
Taquicardia
Perda de peso resultante da queima de músculos e proteínas
Tremores
Olhos saltados
Bócio

Reafirmamos que esses sintomas podem aparecer para diversas doenças de tireóide e não só para os casos de câncer, portanto, quando houver qualquer suspeita de algo fora dos padrões, é importante consultar um médico.

FONTE: Equipe Oncoguia

0 tireóides "falaram":

Seguidores

Live Traffic Feed